18/03/2019

Escândalo - Itamaraty orientou embaixadora ,a atacar Jean Wyllys na ONU

O bate-boca entre a embaixadora brasileira Maria Nazareth Farani Azevedo e o ex-deputado Jean Wyllys na sede europeia da ONU, em Genebra, na última sexta-feira (15), não foi algo impensado.

De acordo com a coluna Radar, da “Veja“, a embaixadora pediu orientações ao Itamaraty antes de seguir para o local onde ocorreria o debate sobre autoritarismo e direitos humanos em que o ex-parlamentar do PSOL participaria.

O episódio envolvendo a embaixadora Maria Nazareth Farani Azevedo e o ex-deputado Jean Wyllys, que terminou em bate-boca na ONU,  não foi algo impensado.

Antes de seguir para o local onde o antigo parlamentar do PSOL  faria uma fala sobre o Brasil, Nazareth discutiu o assunto com o Itamaraty. Pediu instruções.

Num telegrama a Brasília, ela defendeu que deveria ser enviado um diplomata graduado ao evento, mas nem o Itamaraty imaginou que ela própria se destacaria para o enfrentamento com Jean.

A embaixadora foi cotada para ser a chanceler. Se Ernesto Araújo balançar no cargo, ela volta ao páreo. Ela ganhou um cabo eleitoral neste final de semana: a ministra Damares, que foi para as redes sociais rasgar elogios.

2 comentários:

  1. Parabéns Jean, sou sua fã desde da sua participação no BBB, amei sua postura ao responder pro BOZOMILICIANO, os ataques a sua pessoa .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é simplesmente inacreditável isso acontecer no âmbito da diplomacia brasileira, estão destruindo décadas de um trabalho de destaque nesse setor

      Excluir