15/04/2019

Bolsonaro concede passaporte diplomático ao bispo Edir Macedo e à esposa

 Itamaraty concede passaporte diplomático ao bispo Edir Macedo e à esposa


Dono da Rede Record e líder da Igreja Universal do Reino de Deus – que atuam na linha de frente na defesa de interesses de Jair Bolsonaro (PSL) desde a campanha – o bispo Edir Macedo e a mulher Ester Eunice Rangel Bezerra foram agraciados na última sexta-feira  com passaportes diplomáticos concedidos pelo governo brasileiro.

Segundo a portaria, o governo Bolsonaro entende que, ao portar passaporte diplomático, “seu titular poderá desempenhar de maneira mais eficiente suas atividades em prol das comunidades brasileiras no exterior”. O documento foi assinado pelo chanceler Ernesto Araújo e publicado na edição de hoje do Diário Oficial da União.



O bispo Macedo tinha recebido o documento em 2006, durante o mandato do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O benefício foi renovado em 2011, já na gestão de Dilma Rousseff .

Em 2016, o ex-presidente Michel Temer suspendeu a emissão de passaportes diplomáticos para líderes religiosos, usando como argumento o fato de o Brasil ser um Estado laico.