30/04/2019

GOVERNO LIBERA FIM DO PIS-PASEP,PELA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Governo quer cortar pagamento do PIS por acreditar que parcela da população não precisa dele

Do UOL,
O abono salarial do PIS/Pasep, bônus anual de até um salário mínimo pago a empregados de baixa renda, beneficia pessoas de 'renda intermediária', em detrimento daquelas que vivem de fato na pobreza, e gera desigualdade na maneira como está configurado hoje.

É este um dos argumentos apresentados pelo governo para justificar a alteração proposta para o benefício com a reforma da Previdência : pelo texto apresentado, o abono salarial passaria a ser pago a trabalhadores que ganham apenas um salário mínimo, no lugar do teto atual de dois salários (veja todas as exigências mais abaixo). O benefício é voltado apenas para empregados com carteira assinada.


Em sua justificativa, o governo também afirma que o abono, criado nos anos de 1970, perdeu seu sentido de complementação de renda ao longo das décadas graças à política de valorização do salário mínimo, que garantiu ganhos acima da inflação aos trabalhadores nos últimos anos. Esta política está sob revisão do governo e pode ser encerrada.

Economia de R$ 170 bi em dez anos

A economia estimada pelo governo com a redução na base de beneficiários do abono salarial, o que tem chamado de "focalização do abono salarial", é de R$ 169,4 bilhões em dez anos.

É o equivalente a 13,7% da economia total de R$ 1,236 trilhãoprojetada até 2020 caso todas as alterações propostas sejam aprovadas na íntegra.


3 comentários:

  1. Tudo sendo tirado não me espanto que queiram tirar o 13salario tb.

    ResponderExcluir
  2. Aqui no Brasil o pobre nasce trabalha e morre pobre sem dignidade ,nenhuma país de merda

    ResponderExcluir
  3. Porque não retiramos,o 13°,14°,15° e todos esse privilégios que esses políticos nojentos de grande escalao têm? Aí mexem no direito dos verdadeiros trabalhadores e falam que é o melhor para o Brasil, a tenha paciência.

    ResponderExcluir