24/04/2019

MARCO AURÉLIO: 'TENHO DÚVIDA SERÍSSIMA SE HÁ CORRUPÇÃO E LAVAGEM EM CONDENAÇÃO DE LULA'

Inquérito das fake news , diz Marco Aurélio


Ministro do STF questionou se houve somente o crime de corrupção passiva ou se o petista cometeu, de fato, corrupção e lavagem de dinheiro
O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta quarta-feira (24) que o inquérito instaurado para apurar ameaças, ofensas e disseminação de fake news contra a Corte é “natimorto” e deve ser analisado pelos 11 ministros que integram o tribunal.

Magistrado diz que vai acompanhar o julgamento "da arquibancada, como fazia com o Flamengo"; recurso do ex-presidente será enviado para a Segunda Turma da Corte, da qual ministro não participa.

"O que eu falo é que eu tenho dúvidas. Dúvidas, não estou me manifestando, dúvidas quanto aos dois tipos. A corrupção e a lavagem. Teria havia procedimento do presidente visando dar, ao que ele recebe "via corrupção" a aparência de algo legítimo? A lavagem pressupõe", enfatizou o ministro.

A questão é apontada pela defesa e por diversos juristas como uma das principais causas de nulidade da sentença do então juiz Sérgio Moro, hoje agraciado com o cargo de ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro.

Indagado se há novos riscos de atos de censura, Marco Aurélio disse que “nesses tempos estranhos, tudo é possível”. “Que cada qual cumpra o seu dever, cada qual mantenha a crença no direito e o amor pela Constituição Federal”, frisou.

Para o ministro, o inquérito é “insubsistente” e “se mostrou natimorto”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário