30/04/2019

MEC agora diz que corte de verba é para todas as universidades

MEC anuncia corte de 30% em verbas de todas as universidades federais


Depois de gerar polêmica e representação na Procuradoria-Geral da República (PGR), o corte de verbas do Ministério da Educação (MEC) por motivo de “balbúrdia” em três universidades públicas federais no país: Universidade de Brasília (UnB), Universidade Federal Fluminense (UFF) e Universidade Federal da Bahia (UFBA) foi estendido.

 A pasta da Educação anunciou, nesta terça-feira, que o corte será para todas as Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) do país.

'Balbúrdia'
De acordo com a declaração de Weintraub à reportagem do Estado de S.Paulo, as universidades têm permitido que aconteçam eventos políticos, manifestações partidárias ou festas inadequadas ao ambiente universitário em suas instalações.


"A universidade deve estar com sobra de dinheiro para fazer bagunça e evento ridículo", disse. Além disso, o ministro da Educação deu exemplos do que considera bagunça: "Sem-terra dentro do campus, gente pelada dentro do campus".

Em resposta, a UnB afirmou que "é uma das universidades com reconhecida excelência acadêmica no país". No ano passado, a instituição figurou, pela primeira vez, no ranking das melhores "universidades jovens" do mundo – a frente de faculdades da Coreia do Sul, Japão e Tailândia.

Além disso, a direção pontuou que "não promove eventos de cunho político-partidário em seus espaços", diz a nota.

Nenhum comentário:

Postar um comentário