15/04/2019

PROFESSORA É PRESA EM QUANTO DAVA AULA EM GOIÁS

PROFESSORA É DETIDA ENQUANTO DAVA AULA EM IF DE GOIÁS

Segundo informações do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe), a professora e sindicalista Camila Marques foi presa na manhã desta segunda-feira, 15, no campus de Águas Lindas do Instituto Federal de Goiás (IFG). Ela estava em sala de aula quando foi detida.

De acordo com a deputada federal Jandira Feghali, a professora, que também é coordenadora geral, teria impedido que agentes da Polícia Civil interrogasse seus alunos.

Texto Jornal A Verdade :

"Coordenadora Geral do SINASEFE, Camila Marques, foi detida hoje de manhã (15), enquanto dava aula no campus Águas Lindas do Instituto Federal de Goiás.

A polícia civil de Goiás estava no campus desde o início do dia. Camila não aceitou que a polícia militar entrasse em sua sala de aula para interrogar alguns de seus alunos e recebeu voz de prisão por desacato enquanto exercia sua atividade de professora, dentro de sala de aula e na frente de seus alunos.

"A questão é: Quem desacatou quem? Onde fica a autonomia de uma instituição federal como o IFG, com a PM dentro do campus? E a autonomia da professora com relação a sua sala de aula? A polícia não deve respeitar a autoridade que Camila representava naquele momento?"

A Assessoria Jurídica Nacional (AJN) do Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica está acompanhando o processo na delegacia pra onde a professora foi levada e tentando a sua liberação.

Camila Marques não é só professora. Também é uma lutadora social, dirigente sindical e vinha sofrendo perseguição por parte de Bolsonaristas que a denunciavam por “doutrinação”. O fato é que Camila defende uma educação crítica e libertadora e não pode ser punida por isso.

Toda solidariedade à professora Camila Marques!"