29/04/2019

URGENTE; PF faz busca na sede do PSL em Minas ,atrás de laranjas

PF faz operação para investigar irregularidades do partido de Bolsonaro em Minas

(Reuters) - A Polícia Federal realizou nesta segunda-feira uma operação para investigar supostas irregularidades em campanhas eleitorais femininas do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, em Minas Gerais, informou a PF em comunicado.

"Foram cumpridos sete mandados judiciais de busca e apreensão, todos expedidos pela 26ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte; sendo dois na capital, dois em Contagem, um em Coronel Fabriciano, um em Ipatinga e um em Lagoa Santa", informou a nota da PF.

Em Belo Horizonte, uma gráfica no bairro Ipanema, na Região Noroeste, também foi alvo das buscas. Policiais também estiveram em duas gráficas em Contagem, na Região Metropolitana. As demais cidades onde mandados foram cumpridos são Lagoa Santa, na Grande BH, Coronel Fabriciano e Ipatinga, no Vale do Rio Doce.


Ainda segundo a PF, o objetivo da ação desta segunda-feira (29) é esclarecer suposta irregularidade na aplicação de recursos para cotas femininas.

A gráfica Big Gráfica, em Belo Horizonte, não quis se manifestar. Ninguém foi encontrado para comentar a investigação nas Bless e SC Editora e Gráfica, em Contagem. Os nomes dos estabelecimentos nas outras cidades ainda não foram informados.

Procurado, o diretório do PSL em Minas não foi encontrado para comentar a operação da Polícia Federal.

A Polícia Federal apura acusações de que o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que presidia o diretório mineiro do PSL na eleição do ano passado e elegeu-se deputado federal, teria comandado um esquema de candidatas laranjas.

De acordo com a acusação, o partido teria lançado candidatas mulheres para cumprir a cota de candidaturas femininas determinada por lei, mas os recursos públicos destinados a essas candidatas teriam sido desviados.

O ministro nega quaisquer irregularidades e Bolsonaro tem defendido o prosseguimento das investigações sobre o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário