01/05/2019

Bolsonaro concede condecoração a Olavo de Carvalho e seu filho investigado pelo MP

Veja- O presidente Jair Bolsonaro concedeu ao escritor Olavo de Carvalho o mais alto grau da Ordem de Rio Branco, condecoração dada pelo governo do Brasil para "distinguir serviços meritórios e virtudes cívicas, estimular a prática de ações e feitos dignos de honrosa menção."

Presidente distribui a Ordem do Rio Branco a seu filho investigado pelo MP, a ministro acusado de desviar recursos públicos e ao guru do governo

Em edição extra do Diário Oficial da União desta terça-feira (30), Bolsonaro admitiu Olavo no grau de Grã-Cruz da ordem.


Radicado nos Estados Unidos desde 2005, Olavo de Carvalho é considerado o guru ideológico dos filhos de Bolsonaro e dos ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da Educação, Abraham Weintraub.

A Ordem do Rio Branco é uma condecoração criada pelo governo brasileiro por decreto, em 1963, para distinguir “serviços meritórios e virtudes cívicas” e para “estimular a prática de ações e feitos dignos de honrosa menção”. Foi instituída em homenagem ao patrono da diplomacia, o Barão do Rio Branco.


Começando seu quinto mês de mandato, Jair Bolsonaro distribuiu 286 dessas condecorações. A relação é plural, contempla de ministros a governadores e passa por pessoas que nem de longe prestaram serviços meritórios ou demonstram as tais virtudes cívicas exigidas em lei. O presidente decidiu admitir na Ordem do Rio Branco, no grau máximo de Grã-Cruz, o ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antônio, investigado pela Polícia Federal por suspeita de desvio de dinheiro público nas eleições. O ministro é do PSL, partido de Bolsonaro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário