28/05/2019

“Me alisava e pensava na bunda”, diz mulher sobre repórter da Record

Mulheres que denunciaram o repórter da Gérson Souza, da RecordTV, por assédio sexual na semana passada relataram as mesmas histórias à polícia: o jornalista as acariciava em um dos braços e dizia pensar em suas nádegas.

 De acordo com o site Notícias da TV, a Polícia Civil já registrou três boletins de ocorrência.

“Ele chegava perto de você, pegava no braço e ficava alisando. Você ficava sem saber o que fazer, e ele falava: ‘Sabe por que é gostoso apertar essa parte do braço? Porque é como apertar a bunda. Ele alisava o meu braço pensando na minha bunda”, afirmou uma das mulheres que denunciou o repórter e que não quis ter a sua identidade revelada. “Não quero que dêem Google no meu nome e me vejam como vítima de assédio sexual”, completou.

Na entrevista ao Notícias da TV, a mulher, que trabalhou com souza por cinco anos, ainda fala que as “brincadeiras” eram recorrentes. “As pessoas em volta achavam engraçado, mas era tosco, constrangedor”, diz.

Por fim, a vítima afirma que as mulheres assediadas se sentiam intimidadas e por isso demoraram para fazer as denúncias. “Por ser um repórter experiente, respeitado, mais velho, a gente sempre ficava com um pé atrás”, finalizou.

2 comentários: