02/05/2019

Pastor é preso por abusar de mulheres em Uberlândia

Um pastor evangélico de 44 anos foi preso em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, sob a acusação de abusar de fiéis durante trabalho “espiritual”. Pelo menos quatro mulheres teriam sido vítimas do suspeito, Wagner Martins Pereira, que, entre outras coisas, teria acariciado as partes íntimas de uma das vítimas para “expulsar demônios”.

 Wagner Martins Pereira, que pastoreia uma igreja em sua própria casa, no bairro Lídice, foi preso em casa por uma equipe da Delegacia de Proteção e Defesa aos Direitos da Mulher. Para a prática do ato ele prometia às suas fiéis ura espiritual e quebra de maldição.

O pastor foi conduzido para o Presídio Professor Jacy e Assis, onde ficará à disposição do Poder Judiciário. De acordo com a delegada Ana Cristina Marques Bernardes, caso seja condenado ele poderá pegar pena que varia de dois a seis anos de reclusão. O pastor veio do Tocantins e conduzia a célula denominada Ministério Comunidade da Família, com cerca de 100 fiéis.


O pastor vinha sendo investigado havia dois meses, depois que uma das vítimas gravou o encontro e entregou a gravação à Polícia Civil. Segundo Ana Cristina, além dela outras três vítimas também confirmaram a ocorrência dos fatos. “Mas pode haver mais”, salientou a delegada. Por enquanto, não há denúncia de que o pastor tenha praticado os atos em menores. “Será investigado também”, disse.

Um comentário:

  1. E depois esses falsos pastores falam que a comunidade LGBT é pedófila e cheia de putaria. Tomar que os presos saibam do que ele fez co as mulheres e quebrem ele a pau.

    ResponderExcluir