01/05/2019

Rússia adverte EUA sobre 'passos agressivos' na Venezuela


Chanceler da Rússia adverte EUA sobre 'passos agressivos' na Venezuela

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, voltou a criticou nesta quarta-feira o que chama de influência dos Estados Unidos na crise venezuelana. 
Pelo telefone, o chanceler russo disse a Mike Pompeo, secretário de Estado norte-americano, que os EUA terão "graves consequências" se continuar a dar "passos agressivos" na Venezuela.


Um comunicado do ministério russo, divulgado nesta quarta-feira, afirma que Lavrov e Pompeo falaram por telefone por iniciativa dos Estados Unidos.

O representante russo afirma que "o foco estava na situação na Venezuela, onde no dia anterior a oposição ... tentou tomar o poder", com "o claro apoio dos Estados Unidos".Lavrov enfatiza na nota "a interferência de Washington nos assuntos internos de um Estado soberano, a ameaça contra sua liderança é uma violação grosseira do direito internacional".

 E avisou que "a continuação de medidas agressivas pode gerar muitas consequências mais sérias". 

Um comentário: