07/10/2019

"Coringa é um esquerdista sem Deus" diz assessor de Bolsonaro

"Coringa" é "retrato do ressentimento esquerdista" e de um "mundo sem Deus"

Filipe Martins usou o Twitter para revelar suas impressões sobre o novo longa-metragem dirigido por Todd Phillips
O assessor especial de Jair Bolsonaro (PSL) para Assuntos Internacionais, Filipe Martins, veio às redes sociais neste domingo (6) para trazer suas impressões sobre o filme “Coringa”, que teve lançamento no último 3 de outubro. Para o olavista, o filme retrata as sequelas do “ressentimento da esquerda” em um mundo “sem Deus”.
“Assisti Joker. É uma demonstração do que a anomia social e o ressentimento esquerdista podem fazer com uma mente perturbada; um retrato desesperador das consequências do mundo sem Deus, sem propósito, sem transcendência e sem redenção que a geração de maio de 1968 tentou criar”, escreveu, citando o marco histórico de maio de 1968, época de intensos movimentos estudantis em diversas partes do mundo.
Conforme foi levando críticas por seu comentário,

Nenhum comentário:

Postar um comentário