03/11/2019

SAMUEL ROSA ANUNCIA FIM DA BANDA SKANK "ACABOU"

Samuel Rosa anuncia fim do Skank e turnê de despedida em 2020

O Skank vai acabar. Aos 53 anos, músico diz que estar na banda é cômodo e anuncia turnê de despedida do grupo em 2020. A banda, que toca na mesma formação desde 1991, afirma que não houve nenhuma briga entre eles e foi apenas uma escolha de carreira.

“Não precisa nem da decadência, nem da guerra para terminar alguma coisa”, define o vocalista e guitarrista Samuel Rosa por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa. “É um grande desafio pessoal para cada um. Pode ser extremamente saudável nos reinventarmos, tentarmos coisas diferentes, ter esse espaço para liberdade criativa”, completa o tecladista Henrique Portugal.

“Chegou a hora de cada um olhar para si. É hora de experimentarmos, ainda que demos com os burros n’água. Quero me testar fora do Skank, me ver em um círculo de músicos fora do que sempre transitamos. Há muito ainda a descobrir”, completa Rosa, que afirmou ainda que sugeriria um voo solo para outros músicos nacionais, como Dinho Ouro Preto, do Capital Inicial e Rogério Flausino, do Jota Quest.

Segundo os integrantes do Skank, a decisão não foi motivada por nenhuma briga, apenas pelo desejo para fazer algo novo. “Não acreditamos que é preciso estar em baixa para dar uma parada, não precisa ser trágico nem problemático”, completa o baixista Leo Zaneti.

A previsão é que a banda termine no final de 2020, após uma turnê de despedida que vai celebrar os 30 anos de carreira. Formado em 1991 em Belo Horizonte, o Skank é uma das maiores bandas do Brasil, conhecida por músicas como “Jackie Tequila”, “Vou Deixar”, “Uma Partida de Futebol”, “Pacato Cidadão”, “Sutilmente”, entre outras.

O grupo Skank noticiou, hoje, sua separação, sem previsão de volta. Também foi anunciada uma última turnê em 2020 (SKANK 30 ANOS) revisando toda a carreira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário