21/11/2019

Vídeo-Polícia afirma que Carlos Bolsonaro pode ter participado da morte de Marielle

Polícia trabalha com tese de participação de Carlos Bolsonaro na morte de Marielle

Marielle Franco: 'Polícia Civil do Rio trabalha com hipótese nova, de envolvimento do vereador Carlos Bolsonaro neste caso, que está há 616 dias sem solução. 

Segundo a linha de investigação, o vereador teria uma relação próxima com o Ronnie Lessa, acusado de ter disparado contra Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes. Carlos e Marielle tiveram uma discussão forte na Câmara Municipal. Havia um clima de hostilidade entre os dois. 

A polícia trata com cautela essa hipótese, mas ela faz parte da apuração do caso. 
E eis que no meio da tarde apareceu algo com a força de uma bomba: o jornalista Kennedy Alencar revelou na rádio CBN que a Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga a hipótese de envolvimento de Carlos Bolsonaro, filho do presidente da República, nos assassinatos de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes

Ronnie Lessa é vizinho da residência de Bolsonaro e do filho em um condomínio do Rio. E Carlos teve uma discussão pública com Marielle na Câmara Municipal.Carlos Bolsonaro era o principal protagonista da família nas redes sociais. Mas fechou sua conta no Twitter logo depois que um porteiro do condomínio afirmou ter dado entrada a um comparsa de Ronnie Lessa no condomínio por autorização vinda da casa de Bolsonaro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário