25/11/2019

Vigilante mata a esposa com tiro de espingarda no Macapá


O vigilante Aldo da Silva de Vilhena, de 34 anos, assassinou com um tiro no abdômen, sua esposa Eide Pinheiro Rodrigues, também de 34 anos, por ciúmes . Após matar a companheira, Aldo cometeu suicídio ao atirar contra o tórax. O caso aconteceu numa área de pontes de madeira próximo a Avenida Acre, bairro Pacoval, na Zona Norte de Macapá.



Aldo se trancou com a esposa no quarto e pegou uma espingarda calibre 16. O tiro atingiu o abdômen. Segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), ela morreu na hora. O vigilante deixou o cômodo da residência, recarregou a arma e já no quintal disparou contra o próprio peito.

Segundo a polícia, Eide tinha dois filhos do primeiro relacionamento, assim como o vigilante tinha um filho da primeira relação. Nos dez anos de casados eles tiveram duas crianças. Os parentes relataram que no momento do crime os cinco filhos estavam na casa.

Um comentário: