23/03/2020

Vídeo - Roberto Justus fala após áudio sobre coronavírus

Um áudio que viralizou no último domingo, 22, Roberto Justus dá sua opinião sobre o coronavírus e sobre as medidas políticas e econômicas que têm sido tomadas para lidar com a crise na saúde. O material teria sido gravado como resposta a Marcos Mion, que, em suas redes, falou sobre isolamento social.

Com a repercussão, Justus fez um vídeo de quase sete minutos para tentar se justificar. Primeiro, ele começa dizendo o seguinte:

"Falaram que eu estou zombando dos mortos, que eu não dou importância, que eu só penso na parte econômica... não é nada disso, é muito pelo contrário. Eu falo muito de estatística. Se nós olharmos para o número de casos no mundo, são 300 mil casos de coronavírus no planeta inteiro. São 15 mil mortos. É uma pena. Que não houvesse nenhum morto, ninguém consegue lidar com pessoas morrendo. É muito triste, não tenho dúvida disso. Mas 15 mil mortos para sete bilhões de habitantes é um número muito pequeno."

Em seguida, ao falar que no Brasil 25 pessoas morreram, sendo que no total são 210 milhões de habitantes, o apresentador afirmou que estamos dando um tiro de canhão para matar um pássaro, ou seja, o que está sendo feito para ajudar a conter o vírus seria um exagero:

"Eu nunca disse que a gente não tem que tomar cuidado, mas se a gente analisar, nós estamos parando a economia brasileira, nós estamos destruindo o que vinha se recuperando. Nós estamos vindo de anos de recessão, de queda do nosso PIB [Produto Interno Bruto]. O que acontece com isso? É um problema social sem precedentes. Aí sim as pessoas vão morrer."

Nenhum comentário:

Postar um comentário