quarta-feira, 17 de junho de 2020

Sara Winter é transferida para presídio feminino, e pede ajuda aos direitos humanos


Sara Winter foi transferida há pouco da Polícia Federal para a Colmeia, presídio feminino de Brasília.

A extremista Sara Giromini, chefe do grupo “300 do Brasil”, foi presa na segunda-feira (15), acusada de participar de atos antidemocráticos e fazer ameaças contra ministros do STF.
Ela estava detida, com prisão temporária, pela realização de atos antidemocráticos. O G1 aguarda posicionamento da defesa.

De acordo com o secretário de Administração Penitenciária do DF, Adval Cardoso, Sara Giromini vai ficar isolada em uma cela.