sexta-feira, 18 de setembro de 2020

"VAMOS TIRAR O MADURO" BRASIL E EUA PROMETEM QUE DARÃO GOLPE NA VENEZUELA

 

‘Vamos tirar Maduro da Venezuela’, diz secretário de Estado dos EUA em Roraima

A  passagem do chefe da diplomacia dos EUA, Mike Pompeo, por Boa Vista teve como objetivo chamar a atenção para a devastação econômica da Venezuela causada pelo chavismo. A viagem, feita a menos de 50 dias da eleição americana, reforça as críticas ao presidente Nicolás Maduro. A Casa Branca vê os ataques ao chavista como um dos pilares na campanha à reeleição de Donald Trump.


A mensagem antissocialista com foco em Caracas tem apelo especialmente entre o eleitorado latino da Flórida, formado por cubanos e descendentes de cubanos anticastristas, além de venezuelanos que fugiram do regime chavista. Trump busca se colocar como a antítese do socialismo e tenta identificar Joe Biden e os democratas com a esquerda no hemisfério.


“Como muitas das ações recentes do governo Trump para a América Latina, a visita do secretário Pompeo a Boa Vista é, em grande parte, para consumo doméstico. O objetivo é usar a situação dos refugiados venezuelanos para destacar a oposição do governo a Maduro, que é uma questão importante para um bloco de eleitores no Estado decisivo da Flórida”, afirma Michael Camilleri, diretor do centro Rule of Law, do instituto InterAmerican Dialogue.